‘Derby’ merecia resultado diferente

Sanjoanense dominou durante os primeiros 45 minutos mas não conseguiu concretizar a superioridade. Lourosa cresceu na segunda metade e segurou ponto precioso na luta pela manutenção. Sanjoanense e Lourosa voltaram a encontrar-se, em jogo da 7ª jornada da Fase de Manutenção da Série D do Campeonato de Portugal Prio (CPP), naquele que foi o terceiro ‘derby’ da presente temporada.

Num encontro historicamente complicado, os pupilos de Flávio das Neves procuravam o primeiro triunfo sobre os rivais e, com 45 minutos de clara superioridade, podiam por diversas vezes ter chegado à vantagem.

Depois de um período inicial de adaptação ao relvado, muito fustigado pela chuva que se fazia sentir, os alvinegros mantiveram a identidade e, assumindo os riscos do jogo, estiveram perto de inaugurar o marcador por intermédio de Chapinha que, servido por Pardal, atirou à trave da baliza contrária.

Numa altura em que mandava no jogo, a Sanjoanense ocupava de forma constante o seu meio-campo ofensivo e, pouco antes do descanso, voltou a dispor de uma oportunidade de ouro para chegar à vantagem mas Julio, após combinação entre André Pereira e Edwar, não conseguiu enquadrar o remate, falhando por pouco o alvo.

Com dificuldades para travar o pendor ofensivo alvinegro, o Lourosa não mostrava capacidade para criar perigo e só de meia distância conseguiu assustar, já bem perto do descanso, num remate de Moisés parado por defesa atenta de Diogo, que segurava o nulo verificado ao intervalo.

E se a primeira metade evidenciava uma clara superioridade alvinegra, a etapa complementar trouxe um Lourosa mais irreverente e com vontade de garantir um resultado positivo para a luta pela manutenção. Alex foi o primeiro a ameaçar, servido por Moisés, sempre muito intervertido e que funcionava como motor do meio-campo visitante, mas, na tentativa de aproveitar a saída de Diogo, acabou por rematar ligeiramente ao lado.

Na sua melhor fase, os forasteiros dispunham de um maior número de ocasiões no último terço e, a jogar no erro do adversário, voltaram a estar perto da vantagem quando Nelson, na sequência de uma má reposição alvinegra, obrigou Diogo a excelente intervenção.

Sem conseguir concretizar, a Sanjoanense tudo fazia para chegar à vantagem e, já depois de Flávio das Neves apostar tudo, com a entrada de Kader Bidimbou, Ruben Alves caiu na área, num lance aparentemente passível de grande penalidade que ???, no entanto, não assinalou.

Em dia não em termos de concretização, Sanjoanense e Lourosa não conseguiram alterar o marcador num ‘derby’ que, apesar de sempre apetecível, merecia ver desfeito o nulo inicial.

Na próxima semana, a formação de São João da Madeira desloca-se à Gafanha, no encontro que marca o início da segunda volta desta Fase de Manutenção.

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Pardal, Barbosa (Bidimbou, 75’), Fabeta, Ricardo Tavares, Danilo, Julio, Ruben Alves, Chapinha (Catarino, 69’), Edwar, André Pereira.

ClubeJVEDP
AD Sanjoanense62319
Sp Espinho61144
Lourosa52127
Vildemoinhos50141
Valadares31023
Canelas 2010550015
Anadia42208
Águeda42026
Beira-Mar641113
S. J. Vêr52218
Vila Cortez51043
Castro Daire52127

Fotografia: Daniel Oliveira/ADS (Arquivo)