Sanjoanense goleou no regresso ao Conde Dias Garcia

Estádio Conde Dias Garcia

2ª Jornada Campeonato Portugal série D

Sanjoanense 5 x Vila Cortez 0

Árbitro: José Bessa – AF Porto

Sanjoanense: Diogo Almeida, Gil Barros (Jota 45),Ruben (c), Godinho, Zé Leite, Barbosa, George (Ricardo 15), Paulinho (Eecion 75), Dinis, Márcio (Jean 61), Elder Santana.

Treinador – Sérgio Machado

Vila Cortez: Nuno Morais, Rafael, António Conceição (Miguel 86), André Jesus, André Barra, David, Hugo Vaz (Suiço 65), João Oliveira, Mauro Neves, Gaspar (Rui Santos 65) e João Teles.

Golos: Barbosa (1), Dinis (50), Elder Santana (88 e 89) e Eecion (93).

Amarelos: Mauro Neves, João Oliveira e Elder.

Treinador – Rui Nascimento

Uma mão cheia de bons motivos para sorrir

Depois de mais de 7 meses de afastamento, a Sanjoanense regressou ao Conde Dias Garcia para competir, em jogo da 2.ª jornada do Campeonato de Portugal, Série D.

E não haveria melhor regresso possível. A Sanjoanense entrou no jogo a marcar e assim o terminou também, garantindo uma vitória expressiva, pautada por uma exibição muito positiva.

Logo no minuto inicial, Barbosa abriu o ativo, dando a melhor sequência a um livre lateral. Estava dado o mote para uma tarde bem conseguida e de sentido (quase) único.

André Jesus, pouco, depois, até teve o empate nos pés, mas encontrou pela frente uma excelente oposição de Diogo, que segurou a vantagem alvinegra.

Até ao intervalo, nota para dois momentos de perigo, primeiro por Paulinho e depois por Élder Santana, que podiam ter aumentado a vantagem, algo que aconteceu logo no reatar, quando Dinis, com tempo para tudo, aproveitou da melhor forma um cruzamento de Zé Leite, confirmando o 2-0.

A partir daí, só deu Sanjoanense. Paulinho, pouco depois, rematou forte e colocado para defesa apertada de Nuno Morais, antes de Élder Santana, em boa posição, voltar a bisar a baliza contrária, com um pontapé de bicicleta muito bem conseguido que obrigou o guardião contrário a nova intervenção de registo.

Os comandados de Sérgio Machado dominavam, mostravam qualidade e Élder Santana trabalhava bastante na procura do golo, que surgiu perto do fim, com um cabeceamento certeiro, a cruzamento de Dinis.

Motivado, o avançado brasileiro voltou a fazer das suas no minuto seguinte, aproveitando da melhor forma um mau atraso de um defesa contrário, deixando para trás Nuno Morais e estabelecendo o 4-0.

O momento mais intenso do jogo teve continuidade e, já nos descontos, Eccion, que entrara pouco antes, fechou a contagem, dando a melhor sequência a uma bela assistência de Dinis – um dos destaques do jogo -, para fixar o resultado final.

A Sanjoanense voltou ao Conde Dias Garcia com uma mão cheia de bons motivos para sorrir, na semana que antecede a receção ao Canelas, no jogo que marca a estreia na edição 2020/2021 da Taça de Portugal.

ClubeJVEDP
AD Sanjoanense31114
Sp Espinho30030
Lourosa21104
Vildemoinhos30121
Valadares21013
Canelas 201033009
Anadia31205
Águeda20020
Beira-Mar32015
S. J. Vêr32107
Vila Cortez31026
Castro Daire32016