Vitória alicerçada numa magnífica prestação defensiva

AD Sanjoanense 78 – Casino Ginásio 66

XVII Campeonato da Proliga, 1.ª fase, 17ª jornada 2 de fevereiro de 2020, 21 horas Pavilhão Paulo Pinto, SJ Madeira

ADS: José Teixeira, Sílvio Rodrigues (18), Eduardo Guimarães (15), Diogo Rebelo, Pedro Margalho, Gonçalo Catarino, Sérgio Felgueiras (7), Miguel Reis (4), Emanuel Sá (14), Gonçalo Lascasas, Renato Ribeiro e Torrance Johnson (20).

Treinador: João Tiago

Casino Ginásio: André Silva, José Costa (13), Lucas Ramos, Bernardo Neves (13), Bruno Celestino (2), Freed Lima (24), Tiago Moço, Marco Gonçalves (6), Miguel Costa, Gonçalo Barbosa (2), Evandro Delgado (6) e Francisco Bento.

Treinador: João Mota

Ao intervalo: 35 – 27

Em jogo a contar para a 17.ª jornada da Proliga, a formação da AD Sanjoanense recebeu a equipa do Ginásio, da Figueira da Foz. No jogo na 1ª volta os figueirenses venceram a partida por 4 pontos de diferença. Antevia-se um jogo muito disputado e equilibrado entre duas boas equipas.

Desde o apito inicial que a ADS se mostrou muito focada no objetivo de vencer o jogo, com uma intensidade defensiva maior que nos últimos jogos, foi conseguindo estar à frente do marcador. A equipa visitante procurava responder, com uma equipa experiente e atlética, sempre colocou muitas dificuldades ao adversário. Ao intervalo a ADS vencia por 8 pontos de vantagem.

Na 2.ª parte, a tónica do jogo manteve-se. Apesar de ter perdido o seu base Gonçalo Catarino, ainda na 1ª parte, onde lhe foi sancionada a segunda falta técnica, a ADS continuou muito forte no momento defensivo, com grande entreajuda de todos os jogadores, e nunca permitiu ao Ginásio a aproximação no marcador. Destaque nesta

partida para as prestações nos alvinegros de Torrance Johnson (20 pontos e 9 ressaltos) e nos figueirenses de Freed Lima (24 pontos, 7 ressaltos)

No final do jogo, o treinador do Ginásio, João Mota declarou que “esta época uma das nossas principais armas é o contra-ataque mas neste jogo não o conseguimos fazer desde o primeiro período em que o resultado estava em 21-13 e muito por mérito da Sanjoanense. A partir daí, andamos sempre atrás no marcador.” Por sua vez, o timoneiro dos alvinegros, João Tiago, considerou que “fizemos um jogo muito bom em que ganhamos os 3 primeiros períodos. Sabemos que temos talento no ataque para marcar pontos mas temos pecado no momento defensivo. Nos últimos 4 jogos sofremos 85 pontos de média e assim é impossível ganhar jogos. Neste jogo conseguimos que o adversário marcasse menos de 70 pontos e assim estamos sempre mais perto de ganhar e foi isso que aconteceu.

ClubeJVEDP
AD Sanjoanense