Sanjoanense entra a vencer em 2021

Estádio Conde Dias Garcia

10ª Jornada campeonato Portugal

Sanjoanense 2 x Canelas 0

Sanjoanense: Diogo Almeida, Jota, Ruben (C), Godinho, Aldair, Barbosa, Ricardo (Sandro 60), George, Paulinho (Márcio 71), Zé Leite (Eecion 92), Mário Correia (Jean 71).

Treinador: Sérgio Machado

Canelas 2010: Raphael, Simão (Balanta 35), Fonseca (Nando 72), Vitor Bastos, Leo, Zid, Chico Sousa, Samu, Alex Tank, Onieka e Mozinho (Fábio Rola 72).

Treinador – Tiago Margarido

Golos: Mário Correia (20) e Jean (82).

Cartões Amarelos: Paulinho, Ricardo, Aldair

Vermelho: Jean

Na ‘Arte da Guerra’ foi a estratégia da Sanjoanense que se superiorizou

O primeiro jogo da Sanjoanense no ano civil de 2021 comprovou o que dele se esperava: duro, intenso e com incerteza até bem perto do fim. Perante um Canelas que, até então, havia sofrido uma única derrota na Série D do Campeonato de Portugal – e uma outra na 2.ª eliminatória da Taça de Portugal, curiosamente em São João da Madeira -, os comandados de Sérgio Machado foram cautelosos na abordagem, mas souberam ferir o adversário em momentos cruciais, assegurando um importante triunfo (2-0).

Os primeiros minutos foram de reconhecimento, com ambas as equipas a avaliarem a muralha contrária, procurando uma brecha que pudesse fazer mexer o marcador. E a primeira a fazer estragos foi mesmo a Sanjoanense. Com 20 minutos jogados, Paulinho chamou a si a responsabilidade de construir jogo a meio-campo e deu início a uma boa jogada coletiva, que culminou com finalização de Mário, após passe de rutura de George.

A vantagem deu maior margem de conforto aos alvinegros e despertou os forasteiros, que partiram em busca da igualdade. Num período de maior ascendente dos visitantes, Touré, com um remate forte, foi o primeiro a visar com perigo a baliza de Diogo Almeida, obrigando o guarda-redes a excelente intervenção, reforçada, logo depois, por outra fantástica defesa na sequência de um livre de Balanta.

Até ao intervalo, nota ainda para mais uma boa ação de Diogo, a remate de Francisco Sousa, e para a resposta da Sanjoanense, primeiro pelo pé esquerdo de Mário, que atirou à figura de Raphael Mello, e depois por Barbosa, que rematou forte, mas ligeiramente por cima da baliza contrária.

Na segunda parte, a toada manteve-se. A formação de Canelas procurava afincadamente o empate, mas encontrou sempre pela frente uma Sanjoanense bem organizada, ponderada e capaz de suster as investidas que lhe eram feitas.

George, desde fora da área, ainda procurou aumentar a vantagem, mas atirou ao lado, e na resposta Osemene cabeceou por cima, na sequência de um canto.

Numa manhã inspirada, Diogo Almeida foi, porventura, a figura maior do jogo e, a cerca de quinze minutos dos noventa, voltou a segurar a vantagem com uma dupla intervenção de grande nível, seguida de um festejo efusivo, que espelhou bem a capacidade de superação dos homens de São João da Madeira.

A vencer pela margem mínima, os comandados de Sérgio Machado sabiam que o jogo podia tornar-se perigoso, mas a felicidade sorriu ao minuto 80, altura em que Jean, na cobrança de um livre direto à entrada da área, beneficiou de um desvio da bola na barreira e fixou o 2-0.

Destaque, ainda, para a expulsão de Jean, por suposta agressão a um jogador contrário, num lance cuja avaliação suscitou algumas dúvidas.

Na próxima jornada, a Sanjoanense visita o reduto do Recreio de Águeda, para um dos dérbis aveirenses da ronda. O encontro será jogado na sexta-feira (08/01) pelas 19h00, com transmissão em direto no Canal 11.

ClubeJVEDP
AD Sanjoanense00000
UD Oliveirense00000
L. Lourosa00000
Pevidém SC00000
Fafe00000
SC Braga B00000
Vitória B00000
Canelas 201000000
SJ Ver00000
Montalegre00000
Anadia FC00000
FC Felgueiras00000