Sanjoanense entra a vencer em 2021

Estádio Conde Dias Garcia

10ª Jornada campeonato Portugal

Sanjoanense 2 x Canelas 0

Sanjoanense: Diogo Almeida, Jota, Ruben (C), Godinho, Aldair, Barbosa, Ricardo (Sandro 60), George, Paulinho (Márcio 71), Zé Leite (Eecion 92), Mário Correia (Jean 71).

Treinador: Sérgio Machado

Canelas 2010: Raphael, Simão (Balanta 35), Fonseca (Nando 72), Vitor Bastos, Leo, Zid, Chico Sousa, Samu, Alex Tank, Onieka e Mozinho (Fábio Rola 72).

Treinador – Tiago Margarido

Golos: Mário Correia (20) e Jean (82).

Cartões Amarelos: Paulinho, Ricardo, Aldair

Vermelho: Jean

Na ‘Arte da Guerra’ foi a estratégia da Sanjoanense que se superiorizou

O primeiro jogo da Sanjoanense no ano civil de 2021 comprovou o que dele se esperava: duro, intenso e com incerteza até bem perto do fim. Perante um Canelas que, até então, havia sofrido uma única derrota na Série D do Campeonato de Portugal – e uma outra na 2.ª eliminatória da Taça de Portugal, curiosamente em São João da Madeira -, os comandados de Sérgio Machado foram cautelosos na abordagem, mas souberam ferir o adversário em momentos cruciais, assegurando um importante triunfo (2-0).

Os primeiros minutos foram de reconhecimento, com ambas as equipas a avaliarem a muralha contrária, procurando uma brecha que pudesse fazer mexer o marcador. E a primeira a fazer estragos foi mesmo a Sanjoanense. Com 20 minutos jogados, Paulinho chamou a si a responsabilidade de construir jogo a meio-campo e deu início a uma boa jogada coletiva, que culminou com finalização de Mário, após passe de rutura de George.

A vantagem deu maior margem de conforto aos alvinegros e despertou os forasteiros, que partiram em busca da igualdade. Num período de maior ascendente dos visitantes, Touré, com um remate forte, foi o primeiro a visar com perigo a baliza de Diogo Almeida, obrigando o guarda-redes a excelente intervenção, reforçada, logo depois, por outra fantástica defesa na sequência de um livre de Balanta.

Até ao intervalo, nota ainda para mais uma boa ação de Diogo, a remate de Francisco Sousa, e para a resposta da Sanjoanense, primeiro pelo pé esquerdo de Mário, que atirou à figura de Raphael Mello, e depois por Barbosa, que rematou forte, mas ligeiramente por cima da baliza contrária.

Na segunda parte, a toada manteve-se. A formação de Canelas procurava afincadamente o empate, mas encontrou sempre pela frente uma Sanjoanense bem organizada, ponderada e capaz de suster as investidas que lhe eram feitas.

George, desde fora da área, ainda procurou aumentar a vantagem, mas atirou ao lado, e na resposta Osemene cabeceou por cima, na sequência de um canto.

Numa manhã inspirada, Diogo Almeida foi, porventura, a figura maior do jogo e, a cerca de quinze minutos dos noventa, voltou a segurar a vantagem com uma dupla intervenção de grande nível, seguida de um festejo efusivo, que espelhou bem a capacidade de superação dos homens de São João da Madeira.

A vencer pela margem mínima, os comandados de Sérgio Machado sabiam que o jogo podia tornar-se perigoso, mas a felicidade sorriu ao minuto 80, altura em que Jean, na cobrança de um livre direto à entrada da área, beneficiou de um desvio da bola na barreira e fixou o 2-0.

Destaque, ainda, para a expulsão de Jean, por suposta agressão a um jogador contrário, num lance cuja avaliação suscitou algumas dúvidas.

Na próxima jornada, a Sanjoanense visita o reduto do Recreio de Águeda, para um dos dérbis aveirenses da ronda. O encontro será jogado na sexta-feira (08/01) pelas 19h00, com transmissão em direto no Canal 11.

ClubeJVEDP
AD Sanjoanense1247119
Sp Espinho112187
Lourosa1171322
Vildemoinhos101275
Valadares1032511
Canelas 20101181225
Anadia953019
Águeda1242614
Beira-Mar951316
S. J. Vêr1255220
Vila Cortez91083
Castro Daire832311