Sanjoanense não segura vantagem de 4 golos

HC Tur­quel  6 x AD San­jo­a­nense 6

Pa­vi­lhão: Hó­quei Clube Tur­quel

Árbi­tros: Pedro Silva e Jo­a­quim Pinto (AP Porto)

HC Tur­quel: Diogo Al­meida, Tiago Ra­fael, Vasco Luís (2), André Pi­menta (1) e Da­niel Passos (2)

Su­plentes: Gon­çalo Du­arte, Mi­guel Vi­cente, André Mo­reira, Afonso Se­ve­rino e Tiago Ma­teus (1).

Trei­nador: João Si­mões

AD San­jo­a­nense: Tiago Freitas, João Lima, Tiago Al­meida (1), Pedro Cer­queira (2) e Xavi Car­doso (1)

Su­plentes: Marco Lopes, Alex Mount (1), Pedro Rego, Fa­cundo Na­varro e Hugo Santos (1).

Trei­nador: Vítor Pe­reira

Re­sul­tado in­ter­valo: 1-5

Em­pate da San­jo­a­nense na des­lo­cação à “Al­deia do Hó­quei”, a seis bolas. Jogo com duas partes dis­tintas, bas­tante emo­tivo, cheio de in­ci­dên­cias e con­tes­tação à equipa de ar­bi­tragem pelos ho­mens da casa e com in­cer­teza no mar­cador. Uma his­tória que se re­petiu, de­pois de na se­mana pas­sada os al­vi­ne­gros também terem saído para o in­ter­valo em van­tagem con­for­tável, e a dei­xarem-se em­patar no se­gundo tempo.

A par­tida não co­meçou sem antes se ter cum­prido um mi­nuto de si­lêncio pelo fa­le­ci­mento do guarda-redes de an­debol do FC Porto e da Se­leção Na­ci­onal, Al­fredo Quin­tana. Em re­lação ao jogo em si, as­sistiu-se a uma pri­meira parte bas­tante forte dos co­man­dados de Vítor Pe­reira, que ra­pi­da­mente che­garam ao 0-3, com golos de Tiago Al­meida, Pedro Cer­queira e Xavi Car­doso. O Tur­quel, a pre­cisar de pon­tuar para fugir à zona de des­pro­moção, apre­sentou-se ner­voso e a co­meter di­versas fa­lhas, apro­vei­tadas pela San­jo­a­nense para trans­formar em golo. Mesmo assim, os vi­si­tados con­se­guiram chegar ao golo, por in­ter­médio de André Pi­menta (1-3). A San­jo­a­nense voltou a am­pliar a van­tagem, ainda antes do in­ter­valo, por Pedro Cer­queira e Alex Mount. O re­sul­tado ao in­ter­valo até po­deria ter sido mais fa­vo­rável aos al­vi­ne­gros, caso Hugo Santos ti­vesse con­ver­tido um livre di­reto.

No se­gundo tempo, a his­tória do jogo foi com­ple­ta­mente di­fe­rente. A equipa de João Si­mões en­trou de­ter­mi­nada em marcar rá­pido para en­trar no jogo, e no es­paço de cinco mi­nutos re­duziu para 3-5, por Tiago Ma­teus e Da­niel Passos. Mais pres­si­o­nantes e com um hó­quei mais rá­pido, o jogo ficou par­tido, mas com van­tagem para os da casa.

Mo­ra­li­zados com os dois golos, a equipa do Tur­quel acre­ditou que era pos­sível dar a volta ao mar­cador e, à pas­sagem dos 18 mi­nutos, re­duziu para a di­fe­rença mí­nima 4-5. NO mi­nuto se­guinte, chegou ao em­pate, com Vasco Luís em des­taque, a bisar na par­tida. Os jo­ga­dores da San­jo­a­nense não que­riam acre­ditar que o ce­nário ia re­petir-se, agra­vado pelo facto de, no outro lado, estar Diogo Al­meida a fe­char a ba­liza, de­fen­dendo tudo, in­clu­sive dois li­vres di­retos no se­gundo tempo que be­ne­fi­ci­aram a San­jo­a­nense.

Não mar­cavam os al­vi­ne­gros, dava a “cam­ba­lhota” no mar­cador o Tur­quel, com Da­niel Passos a fazer o 6-5, a três mi­nutos do final da par­tida. Mas, na res­posta, Hugo Santos faz de novo o golo do em­pate.

Até ao final da par­tida a emoção e a in­cer­teza no mar­cador pre­va­le­ceram, mas o em­pate aceita-se pelo facto de que as duas equipas qui­seram ga­nhar e, em mo­mentos dis­tintos, cada uma es­teve por cima no jogo.

Com este re­sul­tado a San­jo­a­nense caiu para o 11º lugar, com 19 pontos, apenas quatro pontos acima dos lu­gares de des­pro­moção. Na pró­xima jor­nada, há mais um jogo im­por­tan­tís­simo na luta pela ma­nu­tenção, com os al­vi­ne­gros a re­ce­berem um ad­ver­sário di­reto, o Hó­quei Clube de Braga, no sá­bado, 6 de março, pelas 17h30.

Jornal ORegional


ClubeJVEDP
F C Porto11003
SL Benfica11003
Juventude Viana11003
UD Oliveirense11003
Paço de Arcos10010
Sporting CP00000
Marinhense10010
AD Sanjoanense10010
AD Valongo00000
OC Barcelos10010
HC Braga11003
HC Turquel10101
SC Tomar10101
Parede FC10010