ADS Cup: 1700 atletas dão cor à festa do futebol

  • IV Edição conta com a participação de 30 clubes nacionais.
  • Futebol de 9 é a principal novidade.

Está dado o pontapé de saída do ADS Cup 2016, torneio de futebol juvenil organizado pela AD Sanjoanense.

Ao todo, em prova, estarão 1700 atletas, subdivididos por 70 equipas de 30 clubes, estando garantida a representação de sete diferentes distritos portugueses – Aveiro, Porto, Lisboa, Coimbra, Santarém, Vila Real e Viseu.

«Serão sete os distritos representados e setenta as equipas, desde os sub-8 aos sub-13. Ao todo teremos 1200 atletas em competição, nos três dias, e cerca de 2/3 mil pessoas por dia na cidade», começou por explicar José Martins, membro da organização, justificando o alargamento da competição, que este ano começa logo na manhã de sexta-feira:

«O habitual era o torneio começar da parte da tarde de sexta-feira mas, tendo em conta o extenso quadro competitivo, este ano vamos começar o evento logo de manhã. Às 9h de sexta-feira, dia 17.»

A forte afluência ajuda, na ótica de Luís Vargas, presidente do clube, a “valorizar a economia local, com a presença de pais, familiares e acompanhantes dos atletas em prova”, num evento que, como complemento, terá «uma vertente lúdica, com animação durante os três dias e a oferta de uma entrada nas piscinas municipais a cada participante».

A caminho da IV Edição, a ADS Cup terá, este ano, uma novidade, com a introdução do futebol de 9, vertente que, segundo José Martins, «retira monotonia ao torneio e o torna atrativo para quem o visita».

Presentes na apresentação do evento, que decorreu no centro comercial 8ª Avenida, estiveram ainda Arménio Pinho, presidente da AF Aveiro, e Paulo Cavaleiro, em representação da Câmara Municipal de São João da Madeira que, parabenizando a organização, vincaram a confiança na superação das expectativas:

«Sou fervoroso adepto da Sanjoanense e este é um torneio que nos valoriza muito enquanto cidade. O futebol tem uma grande importância em São João da Madeira e a ADS Cup é já um marco bastante importante da nossa cidade. E tende a melhorar!», concluiu o vice-presidente do executivo camarário.

A edição de 2016 da ADS Cup decorre nos dias 17, 18 e 19 de junho.

Cartaz ADS Cup 2016
Cartaz Oficial ADS Cup 2016

«Senti muita felicidade porque é para isto que trabalho todos os dias» – Barbosa

Dois minutos diante do Lusitano FCV, em Vildemoinhos, foram o aperitivo para um momento tão esperado: Barbosa, atleta que tem ainda 17 anos, estreou-se a titular pela equipa sénior de futebol da Associação Desportiva Sanjoanense, na receção ao Lourosa.

A façanha torna-o no terceiro jogador com idade de júnior a merecer a aposta para a principal formação alvinegra na presente temporada e no primeiro a ser brindado com a titularidade, logo num ‘derby’ com tamanha história.

«A ansiedade não foi motivada só pela titularidade mas também por ser um ‘derby’», explica o jovem, vincando, ainda assim, a felicidade associada ao feito conquistado e a ajuda dos companheiros de equipa mais experientes:

«Senti muita felicidade porque é para isto que trabalho todos os dias. Todos os membros da equipa foram importantes para a exibição positiva que realizei mas o Fabeta foi o que mais me ajudou, não só durante o jogo mas também durante a semana, com inúmeras correções que me ajudaram neste jogo e me serão úteis no futuro.»

Ciente do percurso feito até ao momento, com passagem pelos escalões de formação do clube, Barbosa garante que sempre trabalhou «para alcançar a equipa sénior» e saúda a «aposta constante» na formação que, assegura, «não só nos motiva, como também nos prepara para uma realidade diferente».

Apontando a «muita intensidade» como principal dificuldade, o defesa/médio desdobra-se em elogios ao plantel sénior, uma equipa com «muita qualidade, o que nos obriga a trabalhar o triplo, e um grupo excecional, o que torna a nossa adaptação mais fácil»:

«Conseguem distinguir muito bem os momentos de trabalho e os momentos de brincadeira, o que é excelente para o sucesso da equipa», reforça.

Desafiado a adjetivar, numa única palavra, o clube, o jovem não hesitou: «Família», vincou. A justificação, essa, foi também pronta:

«A forma como se vivem os jogos, a forma como as pessoas se ajudam e a relação existente entre todos os sanjoanenses, desde adeptos a jogadores, treinadores e direção, é difícil de igualar!»

A trabalhar regularmente sob as ordens de Flávio das Neves, o jovem médio de características defensivas, que atua também no eixo da defesa, função que desempenhou diante do Lourosa, conta já com 77 minutos de jogo pela equipa sénior da Sanjoanense.

Colombiano Johan Joya é reforço

A Associação Desportiva Sanjoanense garantiu a contratação de Johan Andres Joya Vargas, médio colombiano com características ofensivas que chega a Portugal para a primeira experiência na Europa.

Com carreira feita, até ao momento, em Bogotá, a capital colombiana, o jovem assume-se satisfeito pela transição e garante que tudo fará para corresponder à expectativas.

«Estou muito contente por estar neste grande clube que, certamente, me abrirá novas portas. Vou dar o máximo de mim. É uma grande instituição onde poderei demonstrar todo o meu talento», referiu, não escondendo as ambições futuras:

«Espero conseguir tornar-me profissional de futebol e chegar a um clube de topo, se possível em Espanha. É o meu sonho!»

Aos 18 anos e, consequentemente, ainda em idade de júnior, Johan conta com uma curta passagem pelo Ecopetrol e chega a São João da Madeira depois de terminar uma ligação de quatro temporadas com o Santa Fé, tendo assinado um contrato válido para as próximas duas épocas e meia.

Agenda Fim de Semana

Andebol | Agenda Fim de Semana

Seniores | Xico Andebol – ADS/Mário Rui Lda sábado 18h

Juvenis | Monte – ADS sábado 16h

Juvenis Femininas | ADS – Academia S. Pedro Sul sábado 15h

Iniciados | Monte – ADS domingo 17h30

Infantis | ADS A – Feirense A sexta-feira 20h
Infantis | Alavarium – ADS A sábado 11h45

Infantis | S. Bernardo – ADS B sábado 16h

Infantis Femininas | ADS – Salreu sábado 11h

Minis | Avanca – ADS A domingo 10h30
Minis | Espinho A – ADS B domingo 15h
‪#‎adsandebol‬

Basquetebol | Agenda Fim de Semana

Seniores | Salesianos – ADS sábado 18h

Sub 19 Femininas  | ADS – Oliveirense sábado 16h30

Sub 18 | Iliabum – ADS domingo 18h30

Sub 18 | Esgueira – ADS sexta-feira 21h30

Sub 16 | Oliveirense – ADS sábado 21h45

Sub 16 | ADS – Gafanha domingo 16h30

Sub 14 Femininas | Esgueira -ADS sábado 16h30

Sub 14 Femininas | ADS – Galitos domingo 18h30

Futebol | Agenda Fim de Semana

Seniores | Anadia – ADS domingo 15h

Juniores A | ADS – Arouca sábado 15h
Juniores B | R. Nogueirense – ADS sábado 10h

Juvenis A | ADS – Leixões domingo 11h – ESTÁDIO
Juvenis B | Oliveirense – ADS domingo 9h

Iniciados A | ADS – Gafanha domingo 11h
Iniciados B | ADS – Arouca domingo 9h
Iniciados C | Anta – ADS sábado 11h

Jogos de Sábado

Infantis A | Arrifanense – ADS 9h

Infantis B | ADS – Válega 9h
Infantis B | ADS – Milheiroense 10h15

Benjamins A | ADS – Avanca 10h15
Benjamins A | Feirense – ADS 14h15

Benjamins B | ADS – Arrifanense 11h30
Benjamins B | Estarreja – ADS 10h15

Traquinas A | Cesarense – ADS 11h30
Traquinas A | ADS – Valecambrense 11h45

Traquinas B | Milheiroense – ADS 10h
Traquinas B | ADS – Casa do Benfica Aveiro 10h15
‪#‎adsfutebol‬

Hóquei-Patins | Agenda Fim de Semana

Seniores | SL. Benfica – ADS 19h

Seinores Femininas | Inf. Sagres – ADS domingo 17h15

Sub 20 | ADS  – Ac. Feira domingo 17h

Sub 17 | AC. Feira – ADS sábado 17h

Sub 15 | UDO – ADS quarta-feira 20h30

Sub 13| ADS – Ol. Hospital domingo 15h30

Escolares | Cucujães – ADS domingo 15h

Benjamins | ADS A – Cenap A domingo 11h

 

Agenda Fim de Semana

Andebol | Agenda Fim de Semana

Seniores | ADS – S. Bernardo sábado 16h30

Juvenis | ADS – Águeda sábado 14h45

Juvenis Femininas | Salreu – ADS sábado 15h30

Iniciados | Avanca – ADS domingo 15h30

Infantis | ADS B – Avanca Terça-feira 11h

Minis | Monte – ADS A domingo 16h

Minis | ADS C – Espinho B domingo 15h

Minis Femininas | ADS – Feirense domingo 9h30
‪#‎adsandebol‬

Basquetebol | Agenda Fim de Semana

Seniores | Gaia – ADS sábado 21h

Sub 18 | Sangalhos – ADS sábado 17h

Sub 19 Femininas | ADS – Ovarense domingo 11h

Sub 16 | ADS – Gafanha sábado 14h30

Sub 16 B | Gica – ADS sábado 18h30

Sub 14 | Galitos – ADS domingo 18h30

Sub 14 Femininas | Galitos – ADS sábado 18h

sub 13 | ADS – Beira-Mar domingo 9h15

Futebol | Agenda Fim de Semana

Seniores | Estarreja – ADS domingo 15h

Juniores A | Torre de Moncorvo – ADS sábado 15h
Juniores B | ADS – Unidos de Rossas sábado 17h15

Juvenis A | ADS – Padroense sábado 15h
Juvenis B | ADS – Taboeira domingo 9h

Iniciados A | Oliveirense – ADS domingo 11h
Iniciados B | Taboeira – ADS sábado 15h
Iniciados C | Fermedo – ADS domingo 11h

Jogos de sábado

Infantis A | ADS – Milheiroense 9h
Infantis A | S. Vicente Pereira – ADS 10h

Infantis B | ADS – Cesarense 10h15

Benjamins A | ADS – Carregosense 10h15
Benjamins A | Furadouro – ADS 10h

Benjamins B | ADS – Feirense 11h30
Benjamins B | Avanca – ADS 11h30

Traquinas A | ADS – Taboeira 9h

Traquinas B | ADS – Taboeira 9h
Traquinas B | ADS – Oliveirense 10h15

Petizes A | ADS B – Loureiro 10h
Petizes A | O Atlético – ADS A 10h

Petizes B | O Atlético – ADS A 10h
Petizes B | ADS B – Loureiro 11h
‪#‎adsfutebol‬

Hóquei-Patins | Agenda Fim de Semana

Seniores | ADS – HC Turquel sábado 18h

Seniores Femininas | ADS – Carvalhos domingo 15h

Sub 20 | ADS – AA Coimbra domingo 17h

Sub 17 | Cambra – ADS sábado 15h

Sub 15 | HC Mealhada – ADS domingo 11h

Sub 13 | HC Mealhada – ADS domingo 10h

Escolares | H Cambra – ADS domingo 16h

 

«Quero marcar um pouco da história da Sanjoanense» – Pedro Lisboa

Pedro Lisboa Tavares, 19 anos, um clube. A representar a Sanjoanense desde tenra idade, cedo deixou a sua marca, tornando-se muito influente nos diversos escalões por que passou e chegando mesmo a enveredar, durante largas épocas, a braçadeira de capitão.

Aposta regular, assumiu-se como um líder e apontou prioridades para os interesses coletivos, não se escondendo na altura de defender os colegas de equipa e o emblema que sempre carregou ao peito.

Várias vezes campeão, Pedro Lisboa tornou-se numa das figuras de proa da formação sanjoanense e recebeu, no final da última época, a tão esperada recompensa: o convite para integrar, na presente temporada, a equipa sénior do clube.

Hoje, assume o orgulho sentido por chegar à formação principal, não esquecendo, porém, o complexo trajeto que tem pela frente, num ano marcado pela transição e, simultaneamente, pela necessidade de afirmação num novo patamar.

Em entrevista ao nosso site, o jovem lembra o percurso até aqui efetuado, iniciado aos 7 anos e marcado por experiências que relembra com a emoção própria de quem vê a Sanjoanense como uma lição de vida e sente o peso de uma camisola com muita história.

Lisboa, és o protótipo do “menino da casa”. Fizeste toda a formação na Sanjoanense e sempre te revelaste como um dos atletas mais influentes das equipas por que passaste e assumiste, inclusivamente, a braçadeira de capitão. Isso ajudou a moldar-te enquanto jogador e pessoa?

Sim, porque desde muito cedo tive uma grande responsabilidade nos plantéis que integrei, responsabilidade que passava muito, também, pelos treinadores e colegas que encontrei, que me faziam sentir como um líder. Tentei sempre ser um exemplo para eles e demonstrar que os defendia em qualquer altura, que estava sempre com eles.

Foste um dos poucos juniores da última temporada a merecer a promoção à equipa sénior. Como é que encaraste este novo passo?

Pedro Lisboa | Médio

É um orgulho muito grande integrar a equipa sénior este ano, o meu primeiro como sénior, depois de ter feito toda a formação na Sanjoanense. Esta oportunidade é muito importante para mim porque qualquer pessoa que faça a formação toda cá tem como objetivo chegar à equipa principal.

Há pouco disseste que, enquanto capitão, sempre procuraste defender os teus colegas e ser um exemplo no clube. Agora, sentes que o clube não te abandonou nesta fase tão importante de transição?

Sim, porque acho que no último ano de juniores acabamos por ficar numa posição muito delicada. É um ano em que queremos mostrar tudo para que possamos ficar na equipa sénior. Sinto que alguns jogadores podem ter ficado tristes mas esta é uma época muito difícil. É um ano em que entramos para a Faculdade, muitos desistem, outros deixam de conseguir conciliar o futebol com os estudos a meio da temporada… É uma época de enorme esforço porque nos queremos mostrar e para quem continua a estudar é muito difícil. Mas como gostamos de futebol queremos ir até ao fim, queremos ter uma oportunidade.

Ao serviço da Sanjoanense, principalmente ao longo da formação, foste campeão por diversas vezes e tiveste, certamente, diversas experiências marcantes. Há algum momento que consigas destacar como o melhor?

O melhor?… Ter sido campeão de Infantis. Esse foi um ano muito bom… A nível de futebol de 11, todos os anos foram bons porque tive treinadores e colegas diferentes que me permitiram aprender cada vez mais. Cada treinador tem as suas ideias e os objetivos mudam a cada ano e isso fez com que essas épocas fossem muito marcantes pela aprendizagem que tive.

E como pior?

No meu primeiro ano de júnior estive quatro meses parado por lesão. A nível pessoal esse foi o pior momento. Em termos coletivos essa época foi também marcante pelas dificuldades que tivemos. Houve jogadores que desistiram, tivemos várias complicações e só conseguimos alcançar a manutenção a poucas jornadas do final do campeonato.

Foste muito fustigado por lesões, o que, ainda assim, não impediu que chegasses ao plantel sénior. As adversidades fizeram-te crescer?

Sim, sem dúvida, principalmente porque senti que algumas dessas lesões tinham como origem a falta de trabalho. Trabalho que devia ser feito fora do treino mas que acabava por desleixar e não achar importante, o que influenciava a minha performance. E foi isso que me fez ser mais focado e tentar trabalhar também fora do futebol, para prevenir problemas e melhorar alguns aspetos que não estavam tão bem.

Voltando ao presente, estreaste-te diante do Sousense, com quase 75 minutos de jogo. O que sentiste?

Sinceramente, nem esperava entrar… Senti uma ansiedade muito grande por estar a fazer a estreia no primeiro jogo que tínhamos à porta aberta, perante o nosso público. Senti-me nervoso, com ansiedade, por ser o primeiro jogo e por ser um encontro da Taça de Portugal, porque uma derrota afastava-nos da competição. Mas, por outro lado, a vitória dava uma confiança e motivação extra à equipa para os jogos que se avizinhavam e, com a grande confiança transmitida pelos meus colegas e treinadores, ao fim de cinco minutos em campo já estava tranquilo.

Lisboa
Pedro Lisboa no relvado do Centro de Formação | Fotografia: Daniel Oliveira/ads.pt

O que é que significa, para um menino da casa, pisar o relvado do Conde Dias Garcia?

É um enorme orgulho e uma responsabilidade muito grande! Todos os jogadores da Sanjoanense têm vontade de pisar aquele relvado e jogar perante o nosso público. A Sanjoanense tem uma cultura muito bairrista e um espírito muito forte, com base na raça e no querer, que nos ajudam a alcançar as vitórias. O ambiente que os adeptos trazem às diferentes modalidades faz com os atletas se sintam muito honrados.

Isso traz pressão adicional aos jogadores?

Não, não creio que seja pressão. E se for é no bom sentido porque os adeptos fazem-nos sentir que este não é um clube qualquer. É um clube com muita história e muito importante. É grandioso vestir esta camisola! É o peso de uma cidade que tem muitos anos de história no desporto e, por isso, se falarmos de pressão é apenas no bom sentido.

Uma das tuas características, enquanto jogador, é a polivalência em termos de posições. Assumiste-te como médio, ao longo da formação, mas jogaste também como defesa direito e, mais tarde, como defesa-central. Encaras isso como algo positivo ou temes que possa ser prejudicial para que te afirmes rapidamente?

Inicialmente via isso como pouco benéfico porque pensava que não estava a desenvolver tantas capacidades e a adquirir características de uma determinada posição. Não conseguia focar-me num único papel em campo. Mas com o tempo, e com as mensagens que ia recebendo dos treinadores, fui interiorizando características das diferentes posições, o que me permitia fazer o mínimo em cada uma delas.

Hoje vejo a polivalência de um jogador como algo bom porque no futebol não podemos conhecer uma única posição. Durante um jogo ou um treino, o treinador pode precisar de fazer alterações ou adotar novas estratégias e isso implica a utilização de jogadores com determinadas características, que saibam o que estão a fazer. E se soubermos desempenhar várias posições no campo somos uma mais-valia para o treinador, que passa a ter muitas mais opções.

A média de idades do plantel atual é bastante baixa e os últimos anos têm mostrado uma aposta nos atletas da formação do clube. Sentes que isso te pode beneficiar?

Sim, sinto, porque a nossa equipa, apesar da juventude, é constituída por jogadores que contam já com alguma experiência, não só no nosso campeonato mas também em patamares superiores. E por muito jovens que possam ser, há atletas que têm já muito conhecimento do mundo do futebol. Estamos todos ali pelo mesmo objetivo e somos mesmo muito próximos. Há muita ajuda na integração e isso pode ser muito bom para mim, por ser o meu primeiro ano como sénior.

Que expectativas tens, em termos individuais, para o que resta da temporada?

Continuar a aprender, a trabalhar para ter a minha oportunidade e a ajudar a equipa. Isso é essencial.

Até hoje, a Sanjoanense foi o único clube que representaste. Imaginas-te a vestir outra camisola?

Lisboa 1
Fotografia: Daniel Oliveira

Não. Primeiro quero marcar um pouco da história da Sanjoanense e mostrar quem sou e aquilo que posso dar ao clube. Só depois de alcançado esse objetivo é que poderei pensar noutro projeto.

O que é para ti a Sanjoanense?

É o meu clube, o clube da minha cidade, o clube onde tive as maiores alegrias… Onde, mais do que tudo, ganhei a maior parte dos meus amigos e passei dos melhores momentos da minha vida. E é onde espero continuar a ser muito feliz e a adquirir um conhecimento ainda maior do futebol. Essencialmente, é o clube de que gosto, por ser da minha cidade e por ter ajudado na minha formação.

É uma lição de vida?

Sim, é! Principalmente por tudo aquilo que nos transmite e faz sentir, pela aprendizagem que temos no tempo que cá passamos…

Como a defines, numa palavra?

Formação.

Que conselhos transmites aos atletas mais jovens?

Trabalhem sempre pelos vossos objetivos, nunca desistam, vão até ao fim e nunca pensem que o que fizeram é suficiente. Tentem fazer sempre mais porque isso ajuda-nos a atingir pontos mais altos. Se temos ambições, temos que lutar e trabalhar e, por isso, o cansaço tem que ser motivo para trabalhar ainda mais para que possam chegar mais longe. Só assim conseguem atingir os vossos objetivos.

Lisboa 2
Pedro Lisboa | Fotografia: Daniel Oliveira/ads.pt

Futebol Formação

Nacional de Juniores

No ultimo jogo da primeira volta do campeonato equipa de juniores da Sanjoanense venceu o Sousense fora por 2-1. Na primeira parte em que a nossa equipa não esteve bem, fruto disso iria a perder 1-0 para intervalo, na segunda parte Organista fez o empate e quando toda a gente pensava que o jogo iria ficar empatado, António depois de uma jogada de insistência de Zé Mota fez o 2-1. O campeonato vai ter uma paragem devido aos compromissos da Seleção Nacional regressando dia 21de novembro.

ADS: Tiago, Daniel (Manuel), Soares, Organista, Pedro Neves, Braz, Tiago Fonseca, Rui Neves (Zé Mota), Luís Rebelo (Rochinha), António e Paulinho.

Nacional de Juvenis

No derbi regional entre vizinhos a Sanjoanense venceu a Oliveirense por 1-0. Num jogo com muito publico assistir, a Sanjoanense teve o controlo do jogo durante quase toda a partida,  João Guimarães  fez a diferença ao apontar o golo da vitória depois de uma excelente jogada de Ruben Martins, minutos depois Guimarães podia ter bisado na partida mas duas boas defesas do guarda redes da Oliveirense não o permitiram.

A nossa equipa soma 13 pontos ocupando 0 4º lugar da classificação, na próxima jornada vai defrontar a equipa do Leixões.

ADS: Rolhas, Vidigueira, Vitinha, Seixas, Titi, Marcelo, Pedro Pinho, Andrezo (Ruben Gomes), Ruben Martins, Diogo Fontes (Tiago), e João Guimarães (Rafael).

Nacional de Iniciados

O líder do campeonato Tondela venceu a Sanjoanense pela margem mínima. Num jogo nem sempre bem jogado o Tondela aproveitou uma falha da defesa da Sanjoanense para se adiantar na partida. Na próxima jornada a nossa equipa desloca-se a Fiães para defrontar a equipa local.

ADS: Duarte, André, Tiago Pinto, Jorge, Diogo, Ivo, Rica, Hugo Lopes, Rodrigo (Márcio), Canelas e André Pereira (Edu).

 

Agenda Fim de Semana

Destaque para o jogo de Juvenis entre a Sanjoanense e o F. C. Porto, de referir que este fim de semana arrancam os campeonatos de futebol 7 no escalão de Infantis.

 

 

 

 

 

Seniores | Vildemoinhos – ADS sábado 15h

Juniores A | ADS – Paredes sábado 15h
Juniores B | ADS – Esmoriz sábado 17h15

Juvenis A | ADS – F.C. Porto domingo 11h
Juvenis B | Feirense – ADS domingo 9h

Iniciados A | Gondomar – ADS domingo 11h
Iniciados B | ADS – Feirense domingo 9h
Iniciados C | Arouca – ADS domingo 9h

Infantis A1 | ADS – Cortegaça sábado 9h
Infantis A2 | Tarei – ADS sábado 9h

Infantis B1 | Salesiano – ADS sábado 10h15